| |

Data: 27 de setembro de 2017

Câmbio automático na Chevrolet S10 flex

Nova opção de transmissão complementa a linha da Chevrolet S10 Flex, Casamento com o motor 2.5 flex é bom, mas central eletrônica poderia trabalhar melhor Desde 2014, a S10 tem o motor flex mais tecnológico da categoria: um 2.5 (na verdade, são 2.457 cm³) da linha Ecotec, com quatro cilindros e 16 válvulas, duplo comando variável acionado por corrente, bloco e cabeçote de alumínio, injeção direta de combustível e eixos de balanceamento para anular vibrações. Porém, esse propulsor era associado unicamente a um câmbio manual de seis marchas que, apesar de eficiente, fazia com que a picape se tornasse carta fora do baralho para aqueles compradores que não toleram pisar no pedal da embreagem. Neste ano, a Chevrolet enfim atendeu aos anseios desse público e passou a unir a transmissão automática ao 2.5 flex. No caso, o câmbio automático é o mesmo que já equipava as versões a diesel, apenas com um alongamento no diferencial. Com seis marchas, agrada pelo funcionamento suave e pelo bom escalonamento. A sexta longa permite viajar a 120 km/h com o conta-giros marcando apenas 2.250 rpm. Por outro lado, desagrada o comportamento da central eletrônica, que recebeu programação específica para trabalhar com o motor 2.5 flex: inquieta, ela faz muitas mudanças de marchas desnecessárias, tanto ascendentes quanto descendentes. Outro ponto negativo é a ausência, como em quase toda a linha Chevrolet, de paddle-shifts no volante; para operar a caixa de modo sequencial, o que se torna desejável principalmente quando o sistema começa a fazer trocas em momentos inoportunos, o motorista precisa dar toques na alavanca.

  • Desempenho e consumo
  • Em outros aspectos, o casamento entre o motor e o câmbio se mostra acertado. Quem já dirigiu a S10 flex manual (como nós aqui do Autos Segredos) não sente diferença em desempenho: a picape arranca com agilidade e acelera com bastante rapidez para um veículo com nada menos que 1.934 kg de peso. Na estrada, consegue manter a velocidade de cruzeiro em subidas e faz ultrapassagens com bastante segurança. As respostas não têm o imediatismo característico das versões a diesel, mas, por outro lado, o propulsor gira muito mais: como o funcionamento é suave, dá para desfrutar dos 206 cv de potência a 6.000 rpm com etanol ou dos 197 cv com gasolina a 6.300 rpm sem sentir asperezas ou outros incômodos. O torque, de 27,3 kgfm com o combustível vegetal e de 26,3 kgfm com o derivado do petróleo, a 4.400 rpm, também é generoso, e, a julgar pelas respostas prontas da picape em várias faixas de rotação, parece ter uma curva bem plana, embora a Chevrolet não disponibilize essa informação.

  • Consumo
  • Em consumo, a S10 2.5 flex automática cravou 7,1 km/l na cidade e 9,5 km/l na estrada, com gasolina. A picape está longe de ser econômica, porém, nesse sentido, é preciso contextualizar os números: não se pode esperar muito de um veículo com quase duas toneladas de peso, motor de alta cilindrada e grande área frontal. Como o tanque tem 80 l, a autonomia chega a 722 km. Como informação complementar, pois a avaliação leva em conta os nossos resultados, cabe citar os números divulgados pelo Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, que apontam consumo de 5 km/l no ciclo urbano e de 6,2 km/l no rodoviário, com etanol, além de 7,4 km/l e de 9 km/l com gasolina, nas respectivas circunstâncias. Vale destacar ainda que, devido à injeção direta, que vaporiza o combustível em altíssima pressão, o motor não precisa de sistema de partida a frio (nem por tanquinho, nem por aquecimento dos bicos).

  • Dirigibilidade
  • No mais, o comportamento da S10 é o mesmo de sempre. A estabilidade, como em toda picape construída sobre chassi e equipada com eixo rígido traseiro e molas parabólicas (a suspensão dianteira é independente, com braços articulados), exige cuidados. Não há sustos em uma tocada normal, mas, se o motorista se exceder em curvas, terá que lidar com um comportamento ora subesterçante, ora sobresterçante, dependendo da situação. A carroceria também inclina bastante. Por outro lado, a direção elétrica tem ótima calibragem: muito progressiva, é leve em manobras e firme em alta velocidade. Em pisos irregulares, surge outra característica comportamental típica de caminhonetes: a transferência de boa parte das imperfeições do solo para o habitáculo. Já o sistema de freios segue o padrão do segmento, com discos ventilados na dianteira e tambores na traseira: não é expoente, mas entrega resultados corretos. Fora dos asfalto, a S10 também manteve o bom comportamento. A altura em relação ao solo, de 228 mm, é mais que suficiente para ir além daquela estradinha de terra rumo ao sítio, e permite enfrentar ondulações, buracos e até alagados. Já a tração 4×4 com reduzida, acionada eletronicamente, que equipava o veículo avaliado (é possível associar o motor flex também a um sistema 4×2) permitiu vencer obstáculos como subidas íngremes e escorregadias, ao passo que o controlador de velocidade em descidas se mostrou muito útil em declives acentuados.

  • Vida a bordo
  • Desde que foi reestilizada, no ano passado, a S10 ganhou um novo painel, que exibe uma faixa emborrachada. Ponto positivo, principalmente porque no segmento de picapes ainda é comum encontrar interiores construídos apenas com plásticos duros. As forrações das portas, por outro lado, pioraram: em vez de uma porção estofada, os encostos de braço agora têm o mesmo material emborrachado do painel. Não é de todo ruim, mas seria mais agradável, tanto para ver quanto para tocar, o mesmo couro que reveste os bancos. Ainda assim, no cômputo geral, o acabamento é satisfatório para a categoria, graças aos bons encaixes dos componentes. O novo painel trouxe um quadro de instrumentos reformulado, que solucionou um inconveniente: o velocímetro e o conta-giros muito pequenos, que dificultavam a leitura. Agora, esses mostradores são maiores e de mais fácil visualização. O cluster é completo, com direito a marcador de combustível e de temperatura do motor analógicos. O volante não mudou, o que não chega a ser problema, pois ele oferece boa pegada. O ponto negativo está na coluna de direção, que é ajustável apenas em altura, e não em profundidade. Devido a esse inconveniente, eu não consegui encontrar a posição perfeita para dirigir: o volante sempre ficava um pouco distante das mãos quando os pedais já estavam em boa posição. O jeito era esticar demais os braços, ou encolher um pouco as pernas… Quem se senta nos bancos dianteiros da S10 não tem do que reclamar: eles apoiam bem as pernas e a coluna. O do motorista tem todas as regulagens elétricas, incluindo a de altura. No banco traseiro, porém, há um desconforto já conhecido: o assento muito baixo, que faz com que os passageiros fiquem em posição desconfortável, com os joelhos mais altos que os quadris. Além disso, o encosto é muito vertical. Mas a maior falha é a ausência de encosto de cabeça para o quinto ocupante. Até quando, Chevrolet? Já o espaço é adequado: os vãos para cabeças e pernas são razoáveis para cinco adultos. Se a ideia for transportar carga, a situação da picape é tranquila e favorável: a caçamba tem 1.570 litros de capacidade, e vem de série com capota marítima.

  • Conteúdo de sempre
  • Na versão LTZ, avaliada, a S10 vem equipada com ar-condicionado automático, computador de bordo, cruise-control, alarme, monitoramento da pressão dos pneus, travas e vidros elétricos, retrovisores com ajuste e rebatimento elétrico, retrovisor interno eletrocrômico, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, câmera de ré, faróis de neblina, rodas de alumínio de 18 polegadas, luzes diurnas de LEDs, sensores de chuva e crepuscular, sistema MyLink completo, com tela de toque de oito polegadas, GPS e CD/DVD player, além de rádio AM/FM, conexão Bluetooth, integração com smartphones por meio de Android Auto e Apple CarPlay, entradas USB e Aux-in, função Audio Streaming, volante multifuncional forrado em couro e sistema OnStar com gratuidade durante um ano. O pacote de segurança é composto por alerta de colisão frontal (que, inclusive, se mostrou muito “sensível” durante o teste, entrando em ação em situações em que não havia risco de acidente), alerta de saída de faixa, controles eletrônicos de tração e estabilidade, airbags frontais e freios ABS. Todavia, nesse sentido, faltam alguns equipamentos, como ganchos Isofix para fixação de cadeirinhas e mais airbags, que não são disponibilizados sequer como opcionais.

  • Custo-benefício
  • No segmento da S10, há poucas opções, além dela, equipadas com propulsor flex: apenas a Ford Ranger e a Toyota Hilux. Se, por um lado, já começam a surgir picapes mais avançadas com motores a diesel, por outro, o modelo da Chevrolet ainda é referência entre as que consomem gasolina e etanol. Além de possuir maior potência e torque que as concorrentes diretas, ela ainda é menos beberrona, como indicam nossas aferições e também os índices do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular. Os preços também são competitivos: a versão LTZ 4×4, avaliada, é a top de linha e custa R$ 130.990. Nesse valor está incluído ainda o câmbio automático, que era a única coisa que a S10 ficava devendo às rivais.

  • Ficha técnica
  • MOTOR
  • Dianteiro, longitudinal, quatro cilindros em linha, 16 válvulas, gasolina e etanol, com diâmetro de 74 mm e curso de 81,3 mm, 2.457 cm³ de cilindrada, injeção direta; potências máximas de 197 cv a 6.300 rpm (g) e 206 cv a 6.000 rpm (e); torques máximos de 26,3 mkgf a 4.400 rpm (g) e 27,3 mkgf a 4.400 rpm (e)

  • TRANSMISSÃO
  • Tração integral e reduzida com acionamento eletrônico, câmbio automático de seis marchas

  • ACELERAÇÃO até 100 km/h
  • Não informada pelo fabricante

  • VELOCIDADE MÁXIMA
  • Não informada pelo fabricante

  • DIREÇÃO
  • Pinhão e cremalheira, com assistência elétrica

  • FREIOS
  • Discos ventilados na dianteira e tambores na traseira, com ABS e EBD

  • SUSPENSÃO
  • Dianteira, independente, com braços articulados; traseira, feixe de molas semi-elípticas

  • RODAS E PNEUS
  • VRodas em liga de alumínio, 7,5 x 18 polegadas, pneus 265/60 R18

  • DIMENSÕES (metros)
  • Comprimento, 5,347; largura, 1,874; altura, 1,831; distância entre-eixos, 3,096

  • CAPACIDADES
  • Tanque de combustível: 80 litros; caçamba: 1.570 litros; capacidade de carga(incluindo passageiros): 816 quilos; peso: 1.934 quilos

    Muito mais notícias

    Novidades

    Carro do futuro da Bentley "EXP 12 Speed 6e" puro elétrico

    Mais detalhes

    Esportivo de luxo foi apresentado no Salão de Genebra. Seguindo tendência mundial, a fabricante britânica de automóveis de luxo Bentley fez seu début no hall dos carros ecologicamente corretos com o lançamento do seu primeiro modelo 100% elétrico...

    SCOOTER

    Scooter – Em mercado estável, scooters crescem 74,4%

    Saiba mais

    Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo) divulgou os resultados referentes ao mercado duas rodas no primeiro trimestre de 2017...

    Tecnologia

    Aguardem: Volvo XC60 (SUV) no Brasil totalmente renovado

    Mais notícias

    O SUV ganhou visual inspirado no maior XC90, além de tecnologias de condução semi-autônoma.Chegando ao Brasil no segundo semestre.Volvo XC60 renovado foi apresentado durante o Salão de Genebra...

    Lançamento do mês

    Fiat Argo: todas as versões, equipamentos e motores

    Mais detalhes

    A versão de entrada é a Drive, oferecida com os motores Firefly 1.0 (77/72 cv) com três cilindros em linha e seis válvulas e 1.3 (109/101 cv) quatro cilindros com 16 válvulas. O Argo Drive 1.0 será vendido apenas com câmbio manual de cinco marchas, enquanto o Drive 1.3 terá a opção da caixa automatizada GSR de cinco velocidades.A Fiat montou um cardápio variado para ocupar as vagas dos dois modelos: são três versões de acabamento, três opções de câmbio e três motorizações, além de uma série limitada Opening Edition Mopar, baseada na HGT, mas com visual exclusivo.Cliquem e saiba mais

    Renault Kwid

    Versão completa do Renault Kwid deverá custar R$ 34.990

    Saiba mais

    Com pré-venda programada para começar no dia 15 de junho, o Kwid deverá ser oferecido em três versões, todas elas equipadas de série com quatro airbags. Há dúvidas, porém, em relação aos outros equipamentos. O Kwid Outsider Concept, exibido no último Salão do Automóvel, tinha ar-condicionado analógico, central multimídia MediaNav (já presente em toda a linha Renault), vidros dianteiros e retrovisores elétricos e painel de instrumentos idêntico ao da linha Sandero / Duster, com uma tela de computador de bordo do lado direito.

    Geração do BMW X1

    Chegou ao Brasil a nova geração do BMW X1

    Mais notícias

    As mudanças e novidades do lançamento da nova BMW X1 2017 nacional e com motor flex. Desde 2010 no mercado nacional, o BMW X1 vem despertando o interesse dos consumidores brasileiros, graças ao estilo sofisticado dos carros da marca alemã. A nova BMW X1 2017 nacional e com motor flex. Desde 2010 no mercado nacional, o BMW X1 vem despertando o interesse dos consumidores brasileiros.Será vendido nas versões 18i e 28i equipado com motores 1.8 e 3.0, respectivamente. Em 2012, o BMW X1 chegou às lojas com mais uma opção – a versão 20i trazendo uma novidade sob o capô – o potente motor turbo de 2.0 litros, capaz de entregar 184 cavalos de potência. Com isso, além do desempenho otimizado e economia de combustível, o BMW X1 entrou de vez no mercado como um dos SUVs mais desejados do Brasil.

    20 mais vendidos no mundo

  • Mundo
  • O segmento de SUVs registrou o maior crescimento de todos, sendo que 75% dos lançamentos desta categoria aconteceram na China, país responsável por 30% do volume total de veículos vendidos no planeta.

    Confira as marcas de automóveis e comerciais leves vendidos em abril de 2017

  • Vendas abril
  • Comparativos: O mercado de automóveis e comerciais leves caiu 17,11% em abril, na comparação com março. Foram 152.383 unidades vendidas em 18 dias úteis, por conta de feriados no período.

  • Mercado 2017
  • Principais semana:

    Surpresa: O mais vendido

    Onix zera em teste de colisão e Proteste pede fim das vendas

    Notícia Rápida:Leiam mais notícias

    Proteste pede retirada do Onix do mercado

    Diante dos resultados insatisfatórios do Onix, a Proteste afirma que pedirá a retirada do hatch do mercado. "É uma ofensa à inteligência do consumidor que a General Motors" A Proteste, diante dos resultados decepcionantes do Onix.  Entre os três já avaliados, O Fiat Palio teve o melhor desempenho estrutural em colisão lateral, seguido do Peugeot 208, que não conta com barras laterais nas portas na versão vendida do Brasil.

    Grande marca : Preço R$7.700

    Yamaha Factor 150

    Notícia Rápida:Leiam mais notícias

    Yamaha Factor 150 ganha freios UBS na versão ED da linha 2018.A Yamaha Factor 2018 segue sendo movida pelo motor BlueFlex de 150 cc. Ele produz até 12,2 cv de potência com gasolina e 12,4 cv com etanol, com torque máximo de 1,3 kgfm com qualquer um dos combustíveis. A versão E, de entrada, está disponível a partir de R$ 7.990 e traz de série partida elétrica, freio dianteiro a tambor e rodas raiadas. Com freio a disco na dianteira, sistema UBS e rodas de liga-leve, a versão ED tem preço sugerido de R$ 8.890.

    Para quem gosta de potência

    Kawasaki lança a nova Z650 por R$ 32.990

    Notícia Rápida:Leiam mais notícias

    A nova Z650 deve chegar às lojas em junho custando R$ 32.990. Por esse preço, todas as motos já são equipadas com freios ABS. O motor é um bicilíndrico paralelo a gasolina de 649 cm³, desenvolvendo 68 cv de potência máxima a 8.000 rpm. O câmbio é de seis velocidades. O tanque comporta 15 litros de combustível. Um dos destaques da moto é também seu painel digital.

    Descontos sempre é bom

    Promoção Volkswagen

    Notícia Rápida:Leiam mais notícias

    Volkswagen realiza ação de vendas com descontos de até R$ 5 mil.descontos de até R$ 5 mil e oferece condições especiais de financiamento para os modelos Jetta e Amarok. As condições são válidas até 31 de maio.

    Para você

    Vendas Usados

    Venda de usados cresce 6,7% no acumulado de 2017. Mais notícias

    Produção veículos

    Produção de veículos sobe 11,4% em um ano. Clique em notícias

    Amarok 2018

    Em pré-venda, VW Amarok V6 está esgotada na Argentina. Mais notícias

    IMPORTANTE: Onix deve ser retirado do mercado

    Leiam mais

    Carro mais vendido do Brasil foi reprovado em proteção para adultos por causa de mau desempenho no teste de colisão lateral, que não é exigido no país.Saiba mais

    Redação: 12 de maio de 2017

    Seu anúncio aqui

    Patrocinado MotoWagen

    Informação rápida

    Novo Mobi 2018

    A Fiat Mobi ainda não é o carros mais vendido do Brasil mesmo sendo um dos modelos mais baratos do mercado brasileiro, mas aos poucos, graças ao desenvolvimento constante da marca em melhor o compacto e as promoções oferecidas nas concessionárias.

    Fiat Toro 2018

    O lançamento da Fiat Toro no Brasil é recente, porém em pouco tempo no mercado nacional a picape rapidamente ganhou fama e destaque entre os carros mais vendidos do país. Isso porque, a Fiat Toro tem estilo atraente e moderno que faz tantos consumidores deseja-la.Todas as mudanças e novidades com previsão de chegada para o segundo semestre de 2017

    Honda Fit 2018

    Reestilizado com o lançamento da nova geração de combustível.A próxima geração do Honda Fit chega no Japão em 2019, mas antes disso no Brasil, o novo Fit 2018 chega às lojas reestilizado. As mudanças serão sutis, no entanto ficará diferente do atual. A tendência visual deve seguir as linhas dos últimos lançamentos da Honda

    Volkswagen Recall "URGENTE"

    Confira a relação dos chassis das unidades afetadas

    BMW lançará novas baterias

    A BMW está trabalhando em uma nova tecnologia para as baterias que equipam seus carros elétricos e híbridos.

    Sucesso no Brasil e na Europa

    A Honda anunciou a chegada às lojas da linha 2017 do scooter PCX 150. A principal novidade são as cores.

    Montadoras tentam se reinventar

    Afirmação só confirma que a mudança na forma como boa parte do público irá consumir automóveis será inevitável.Para muitos usuários, não fará mais sentido gastar uma enorme soma de dinheiro na compra um veículo sendo fácil chamr ou alugar um pelo celular

    Leiam mais

    Carro alugado a longo prazo

    Algumas empresas inauguraram programas de aluguel de carros a longo prazo, em que se paga uma mensalidade que inclui seguro, impostos e manutenção.

    Clique e leiam mais

    Vendas recuam em abril

    As vendas de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus novos até a quinta-feira, penúltimo dia útil do mês, somaram 147,7 mil unidades, e a de usados cresceu 7,83% em 2017 no primeiro trimestre. Leiam mais

    "Super gasolina"

    Notícia Rápida:Montadoras planejam "super gasolina" para reduzir consumo de combustível.As montadoras investem em tecnologias para reduzir ao máximo o consumo de combustível.Investem tempo e dinheiro no desenvolvimento.

    Fiat Mobi Drive GSR com câmbio automatizado

    Motor Firefly com a transmissão rendeu ao Mobi GSR o título de modelo mais econômico em ciclo urbano.Preço chega por R$ 44.780

    Picape Ram 1500

    Um modelo basicamente urbano mas com suspensões para encarar qualquer obstáculo.

    Ford Fusion 2017

    Ford Fusion chegou ao Brasil para brigar no segmento dos sedans grandes.

    Toyota Etios

    Modelos sedã e hatch ganham novo visual de design da Toyota no Brasil

    História do Fusca

    Conheça o modelo que dominou o Brasil.Foi em 22 de Junho de 1934, esta foi a data em que a Associação Nacional da Indústria Automobilística Alemã

    Indian Chief Springfield

    Já montada em CKD na fábrica de Manaus (AM)

    Peugeot 3008

    Previsão:Chegará a Brasil em dezembro 2017

    ÚLTIMAS NOVIDADES

    Fiat Palio Fire e Way

    Leiam mais

    Fiat Palio Fire, está certo que ele já é um veterano no mercado nacional e está prestes a completar 21 anos de produção

    SPORTAGE 2017

    Detalhes

    Lançamento oficial do modelo 2017 seja apenas no dia 22 de junho de 2016, ás concessionárias da marca em todo Brasil

    MERCADO DO SCOOTER

    Saiba mais

    Nesses três meses, foram produzidas 231.381 motos, número que representa leve alta de 1,6%

    MERCEDES-BENZ

    Detalhes

    Pois não é que ele saiu melhor do que a encomenda, tanto em estilo quanto em potência?

    YAMAHA XTZ 150 CROSSER 2017

    Leiam mais

    Com mais de 50 anos de experiência e produzindo incríveis motocicletas ao longo dos anos

    VOLTAR TOPO