| |

Novo Toyota RAV4 é híbrido e custa a partir de R$ 165.990

Vendas começam em junho; marca japonesa descarta Jeep Compass como concorrente e aponta VW Tiguan, Chevrolet Equinox e Honda CR-V como rivais.

Marca quer mudar estratégia e vender 5 mil unidades por ano

O Toyota RAV4 é o SUV mais vendido do mundo desde 2017, mas, curiosamente, tem participação muito tímida no Brasil. Agora, a marca japonesa quer mudar o jogo com a chegada da nova geração, que começará a ser vendida no dia 13 de junho. Para bater rivais como Chevrolet Equinox, Honda CR-V, Peugeot 3008 e Volkswagen Tiguan, irá apostar na motorização híbrida e num preço até agressivo para o segmento, com duas versões por R$ 165.990 e R$ 179.990, respectivamente. A meta é vender 5 mil unidades por ano.

Em sua quinta geração, o Toyota RAV 4 2020 adota a plataforma modular TNGA, a mesma que será utilizada no novo Corolla (que estreia no Brasil no final do ano). Virá importado do Japão, sempre com o motor 2.5 de quatro cilindros, que gera 178 cv a 5.700 rpm e 22,5 kgfm a 3.600 rpm, em combinação a três motores elétricos que somam 120 cv e 20,6 kgfm. No total, ele conta com 222 cv de potência combinada. Envia sua força para as quatro rodas através do câmbio automático CVT e um novo sistema de tração integral.

Adotar a nova plataforma deixou o crossover mais espaçoso. Mede 4,60 metros de comprimento, 4,85 m de largura, 1,68 m de altura e 2,69 m de entre-eixos. São 30 mm a mais de entre-eixos, 10 mm a mais de largura e 10 mm a menos de altura. O vão livre cresceu 15 mm de agora chegou a 180 mm. Já o porta-malas tem capacidade para 580 litros.

A motorização híbrida será o seu principal diferencial para entrar com força neste segmento, já que existe apenas um SUV híbrido na mesma faixa de preço: o Lexus UX, que é menor mas custa R$ 169.990. A Toyota estima que o novo RAV4 tem consumo médio de 14,3 km/l na cidade e 12,8 km/l na estrada. Em nosso teste nos EUA, o crossover chegou a marcar 17,4 km/l na rodovia. Assim como o Prius e o futuro Corolla híbrido, ele recarrega as baterias com o movimento do carro e as frenagens, ao invés de usar um sistema plug-in com tomada.

Na versão de entrada S Hybrid, o RAV4 2020 vem com sete airbags, ar-condicionado digital automático de duas zonas, bancos com ajuste elétrico e ventilação, chave presencial, faróis full-LED, partida por botão, rodas de liga leve de 18”, controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, central multimídia com tela de 7” sensível ao toque, painel de instrumentos com display TFT de 7”, freio de estacionamento eletrônico, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro e outros itens.

O modelo topo de linha SX Hybrid adiciona teto solar panorâmico, abertura e fechamento da tampa do porta-malas por sensor debaixo do para-choque traseiro, carregador wireless para smartphones, paddle-shift para trocas manuais de marcha e o pacote de segurança Safety Sense. O kit conta com sistema pré-colisão frontal, alerta de mudança de faixa com condução assistida, faróis altos automáticos e controle de cruzeiro adaptativo.

O Toyota RAV4 é um participante tradicional no segmento de SUVs médios. Várias gerações passadas do modelo foram comercializadas no Brasil, mas nenhuma conseguiu ter vendas significativas.Agora, totalmente reprojetado, a Toyota aposta na propulsão híbrida para destacar o RAV4 no mercado. Esse tipo de tecnologia está presente nas duas versões trazidas para o país: a S Hybrid, que tem preço de R$ 165.990, e a SX Hybrid, que custa R$ 179.990. As vendas começam em junho.

O sistema híbrido que equipa o novo Toyota RAV4 é composto por um motor 2.5 16V de quatro cilindros, que tem sistemas de injeção direta e indireta. Ele funciona apenas com gasolina. O motor a combustão é associado a outros três, elétricos, acoplados a baterias de íons-lítio.

A potência combinada chega a expressivos 222 cv. A tração é integral. O câmbio do RAV4 é CVT e funciona com engrenagens planetárias, e não com polias.Não se trata de um híbrido plug-in, no qual é possível efetuar recargas em tomadas. As baterias são recarregadas por meio de um sistema de frenagem regenerativa. Esse sistema, de acordo com o Toyota, permite que o RAV4 tenha consumo de 14,3 km/l na estrada e 12,8 km/l na cidade.

Vale destacar que a mecânica do novo RAV4 tem o mesmo princípio da que equipa o Prius, o primeiro híbrido da Toyota. Porém, não é exatamente a mesma.Isso porque, no caso do Prius, o motor a combustão é 1.8. É dele que o novo Corolla, que será lançado em outubro, herdará o sistema híbrido, já convertido para funcionar também com etanol.Se na mecânica RAV4 e novo Corolla não são exatamente iguais, na estrutura as semelhanças aumentam. É que ambos utilizam a nova plataforma modular TNGA (Toyota New Global Architecture).

No caso do SUV, combinada com a plataforma G4K. A marca japonesa afirma que ela trouxe ganhos em habitabilidade, ergonomia, segurança e até em emissões de poluentes.

Conheça melhor o Novo Corolla híbrido flex, que chega em outubro

Apesar da mudança na arquitetura, o novo Toyota RAV4 manteve o porte da geração anterior. No comprimento, o SUV ficou até ligeiramente menor, com 4,6 m (redução de 5 mm) e altura de 1,685 m (10 mm a menos). Por outro lado, o entre-eixos cresceu para 2,69 m (3 mm a mais) e a largura chega a 1,855 m. O porta-malas tem bons 580 litros de capacidade.

A rigidez torcional aumentou 60% em relação à geração anterior. O modelo recebeu nota máxima (para adultos e crianças) nos testes de colisão da Latin NCAP.São dimensões semelhantes aos dos demais SUVs médios do mercado. Atualmente, o segmento é dominado pelo Jeep Compass. Porém, há outros rivais de respeito, entre os quais Chevrolet Equinox, Honda CR-V, Volkswagen Tiguan e Peugeot 3008.

Conteúdo do novo Toyota RAV4

Desde a versão de entrada S Hybrid, o novo RAV4 traz sete airbags (frontais, laterais, do tipo cortina e para os joelhos do motorista), faróis de LED, bancos parcialmente revestidos em couro, sendo os dianteiros equipados com sistema de ventilação, e o do motorista com ajustes elétricos e memória, rodas de 18 polegadas, chave presencial com botão de partida, ar-condicionado com duas zonas e saída para o banco traseiro, freio de mão elétrico, assistente eletrônico de partida em rampa e controles de tração, estabilidade e oscilação de reboque.

Painel toyota rav4 hybrid

Uma novidade é o painel de instrumentos com tela TFT de 7 polegadas. Há duas opções de visualização: uma que simula mostradores analógicos e outra digitalizada. O sistema de áudio inclui outra tela, sensível ao toque, também de 7 polegadas, com funções de espelhamento Mirror Link e DVD Player, CD-R/RW, MP3, WMA e AAC, rádio AM/FM, Bluetooth e seis alto-falantes, além de câmera de ré.

Central multimidia toyota rav4 hybrid

A versão SX Hybrid do novo Toyota RAV4 acrescenta teto solar panorâmico, carregador de celular sem fio ou por indução, abertura e fechamento elétrico da tampa do porta-malas por sensor de movimento (passando o pé por debaixo do para-choque traseiro) e paddle shifts no volante.

Concorrentes do RAV4

A Toyota considera que o Jeep Compass (preços entre R$ 113.990 e R$ 176.990) e está em um segmento inferior. Como concorrentes diretos, coloca os modelos Volkswagen Tiguan AllSpace (R$ 128.990 a R$ 184.990), Chevrolet Equinox (R$ 149.890 a R$ 170.390) e Honda CR-V (R$ 194.990).

Curiosidades sobre o RAV4

  • O nome RAV4 significa recreation vehicle 4 wheel drive. O SUV, de acordo com a Toyota, é o modelo mas vendido da categoria no mundo.
  • O Rav4 é o segundo híbrido da Toyota no Brasil. O primeiro é o Prius, que teve seis mil unidades vendidas desde 2016.
  • O SUV tem garantia de oito anos para o sistema híbrido. Para os demais equipamentos e componentes, a cobertura é válida por três anos.
  • "Mutio mais notícias"

    "Automático"

    Dicas para dirigir bem um carro automático

    "Não perca dinhero"

    Trocar ou Vender: Dicas para evitar a depreciação do carro.

    "Compre seguro"

    Dicas para comprar um veículo seminovo

    "Vender bem"

    Dicas para vender o seu automóvel

    :) Mais Dicas:

    :) Escolhidas

    Como comprar bem o auto seminovo

    Enquanto o mercado de veículos 0km no país ainda mostra os primeiros sinais de recuperação, o segmento de usados e seminovos está em alta Leiam

    Recall

    Toyota chama Hilux e SW4 para recall por problema nos air bags

    Financiamento

    Juros menores incentivam financiamento de carros.

    Compare as taxas

    Roubados

    Os 03 carros mais roubados no Rio de Janeiro em 2017: Hyundai HB20:Nissan Versa:Fiat Grand Siena

    Recall

    Chevrolet faz recall de Onix, Prisma, Cobalt e Spin por risco de incêndio

    Fiat Mobi 2019

    Hoje, vendido por R$ 34.690, o Fiat Mobi Easy agora custa R$ 32.590, redução de R$ 2.100.Essa redução abriu espaço para a nova versão Easy Comfort. Custa R$ 35.690 e soma o ar-condicionado e as rodas aro 14, além das mesmas calotas da versão Like.

    Alta de 70,73% nas vendas

    Carros elétricos e híbridos têm alta de 70,73% nas vendas.

    Regramento aprovado pela agência reduzirá incertezas e favorecerá investimentos do setor privado na infraestrutura de recarga de veículos.Carros elétricos: expectativa da Aneel é de que a propulsão elétrica alcance uma posição relevante no país nos próximos 10 anos. Leiam e saibam muito mais...Cliquem...!!!

    ECONOMIA

    Econômico, KWID tem a robustez de um SUV e o consumo de um compacto

    O Renault KWID foi projetado para oferecer potência, mas sem deixar a economia de lado. O SUV dos compactos é equipado com um motor 1.0 SCe, que é mais leve e gera menos atrito interno. Sem correia, o propulsor de três cilindros e 12 válvulas garante o melhor consumo da categoria: até 15,2 km/l com gasolina e até 10,5 km/l com etanol – selo A de eficiência, segundo o Inmetro.Além da economia, o motorista que dirige um Renault KWID desfruta de muito conforto durante os trajetos. O amplo espaço interno e o design robusto, com extensor de para-lamas e a maior altura do solo do segmento, permitem encarar qualquer desafio com comodidade.Leiam como foi o lançamento

    Personalizadas

    Mais lidas:

    Seminovo

    Compre bem

    Enquanto o mercado de veículos 0km no país ainda mostra os primeiros sinais de recuperação,

    SCOOTER-SH-150i-2017

    Cliquem leiam mais notícias

    Conheça o Scooter Honda SH 150i - Elegante do seu jeito.A partir de R$ 12.450.

    Moto Honda

    Leiam mais

    O modelo traz pouco em itens de série, mas compensa com agilidade, robustez e economia....

    VOLTAR TOPO