Data: 18 de setembro de 2017

NOTÍCIAS

  • Honda Fit 2018 parte de R$ 58.700 muito mais seguro

  • Hatch ganha controles de tração e estabilidade, além de central multimídia com Android Auto e Apple CarPlay

    Com 15 anos de Brasil, o Honda Fit é um modelo de trajetória consolidada. Já teve mais de 500 mil unidades vendidas desde 2003, é objeto de cobiça no mercado de seminovos e tem alto índice de fidelização. Apesar do sucesso, são comuns as contestações de clientes que desejam melhor nível de equipamentos de entretenimento e segurança. A maior parte destas arestas foi polida na linha 2018 do modelo, apresentada nesta quinta-feira (14).

    As vendas começam nesta sexta (15) na região de São Paulo, sendo ampliadas para toda a Região Sudeste a partir do dia 22 de setembro e para todo o Brasil a começar no próximo dia 29, segundo informou Sergio Bessa, diretor de relações públicas da Honda do Brasil, durante a apresentação "virtual" da linha 2018 para a imprensa especializada, feita por meio de transmissão de vídeo, via internet.

    Os preços sugeridos partem de R$ 58,7 mil para a versão de entrada DX, agora disponibilizada exclusivamente com transmissão manual de cinco marchas - as demais vêm com câmbio CVT. Por outro lado, todos os valores foram reajustados para cima - confira na tabela abaixo.

  • Honda Fit EXL 2018
  • Honda Fit EXL 2018
  • Vale frisar que esta não é uma nova geração. Plataforma e motor 1.5 16v flex de 116 cv de potência e 15,30 kgf.m de torque são os mesmos, bem como as transmissões manual e CVT.

    PREÇOS E VERSÕES DO FIT 2018

  • DX (manual)R$ 58.700
  • PersonalR$ 68.700
  • LXR$ 70.100 (era R$ 67,6 mil)
  • EXR$ 75.600 (era R$ 73,8 mil)
  • EXLR$ 80.900 (era R$ 78,9 mil)
  • Honda Fit EXL 2018
  • Honda Fit EXL 2018
  • SEGURANÇA

    A novidade mais relevante para o hatch da marca japonesa está no campo da segurança. Agora, todas as versões vêm de série com controle de estabilidade e tração, distribuição da força de frenagem para todas as rodas e acionamento automático do pisca-alerta em caso de frenagem brusca - além de um recurso chamado MA-EPS, que atua diretamente no controle da direção em situações de baixa aderência. A versão EX passa a contar, ainda, com quatro airbags (dianteiros e laterais), enquanto a configuração EXL segue com as seis bolsas infláveis (incluindo as de cortina). É uma evolução muito bem-vinda para um veículo que parte de quase R$ 60 mil - o controle de estabilidade vai ser item obrigatório em todos os automóveis vendidos no Brasil a partir de 2022.

  • Honda Fit EXL 2018
  • Honda Fit EXL 2018
  • Visualmente, o Fit mudou pouco nesta reestilização de meia-vida da terceira geração do modelo, que foi lançada no Brasil em junho de 2014. Os para-choques foram redesenhados, ganhando um aspecto mais encorpado e ampliaram o comprimento em 9,8 cm - dos quais 8 cm são apenas referentes ao para-choque traseiro, que ficou efetivamente mais robusto e, de acordo com a Honda, protege mais o veículo em caso de colisão.

    Segundo Ricardo Badin, engenheiro que liderou o desenvolvimento da linha 2018 do Fit para o Brasil, o visual do modelo a ser vendido aqui é exclusivo do nosso mercado, embora seja bastante próximo daquele adotado nos Estados Unidos, onde o hatch também foi recentemente renovado. A dianteira exibe nova grade, com seção central cromada e o logotipo da Honda em tamanho maior, enquanto um friso, também cromado, percorre a parte inferior da grade e se une ao conjunto ótico.

  • Honda Fit EXL 2018
  • Honda Fit EXL 2018
  • O que chama mais a atenção nesse quesito são as luzes diurnas de LEDs, disponíveis como acessório para as versões DX e LX, instaladas na parte inferior do para-choque dianteiro. Elas são efetivamente DRLs, ou luzes de condução diurna, que substituem a obrigatoriedade de acender os faróis em rodovias durante o dia, pois ficam sempre ativadas quando o motor está ligado e têm a intensidade exigida pela legislação de trânsito. Portanto, evitam multas. As luzes de condução diurna são de série nos modelos EX e EXL, enquanto apenas nessa última configuração os LEDs diurnos são integrados aos faróis - que, por sinal, têm iluminação full-LED no Fit mais caro, como nas versões Touring do Civic e do H-RV.

  • Honda Fit EXL 2018
  • Honda Fit EXL 2018
  • Os LEDs também estão presentes nas lanternas traseiras, na altura da coluna C, que agora tem iluminação efetiva - essa novidade se estende a todas as versões do hatch.

  • Honda Fit EXL 2018
  • Honda Fit EXL 2018
  • ENTRETENIMENTO

    Além disso, a atração que mais vai interferir na viagem do usuário é a nova central multimídia. Se antes ela tinha acionamento complicado e limitado, agora tem compatibilidade com Android Auto e Apple CarPlay, sistemas que trazem para a tela do console ajustes e aplicativos parecidos com o que o motorista tem no celular, para uma operação simplificada e mais segura, com interface mais limpa ênfase aos comandos de voz - tudo para o condutor manter a atenção no volante.

  • Honda Fit EXL 2018
  • Honda Fit EXL 2018
  • O visor tem oito polegadas, é sensível ao toque, e também traz GPS, rádio, reprodutor de vídeos e câmera de ré. O problema é que está disponível somente na versão topo de linha EXL, que sai por R$ 80,9 mil. Aliás, por este preço, o Fit poderia vir ainda com sensor de estacionamento (item apenas ofertado como acessório).

    Ainda no campo do entretenimento, outra novidade é o implemento de dois tweeters na coluna frontal. Também disponíveis somente na configuração de topo, melhoram consideravelmente a qualidade do áudio, que pode ter os níveis de graves e agudos regulados por meio da central.

    ISOLAMENTO ACÚSTICO

    Mas não é porque o som melhorou que a acústica da cabine ficou legal. Durante test-drive realizado com o novo Fit, nota-se que faltou um capricho maior no isolamento, sendo que o barulho do vento invade com vontade o interior do carro. O ruído do motor 1.5 flex também incomoda, mas não por culpa dele. Aqui, o desconforto é causado pelo câmbio CVT. Por ter relações infinitas, tarda a simular escalonagens e alta velocidade.

    Por isso, é bastante relevante a adoção das aletas atrás do volante para a troca das sete marchas virtuais para controlar melhor as rotações do motor em diferentes situações de uso, como em um câmbio automático convencional. Oferecidas de série a partir da versão intermediária EX (R$ 75,6 mil), permitem trocas mais ágeis em ultrapassagens e auxiliam ainda em descidas, para que o motorista utilize somente o freio-motor. Porém, não permitem abusos. É só exagerar na pressão colocada no pedal direito e os giros do motor sobem de forma excessiva.

    Outra otimização dinâmica que faz bastante diferença é a escolha por uma direção elétrica sem escovas. Por ter menos atrito, é mais assertiva. Tem comportamento leve para realizar manobras, mas enrijece em altas velocidades.

    AR-CONDICIONADO DIGITAL

    As versões EX e EXL, de topo, recebem ar-condicionado digital com tela sensível ao toque. Ela é a mesma disponibilizada em veículos mais caros da linha Honda, como City e HR-V.

  • Honda Fit EXL 2018
  • Honda Fit EXL 2018
  • Para fechar o visual, o hatch ganhou rodas de liga leve com novo desenho. Elas são de 15 polegadas nos modelos DX e LX e de aro 16 nas versões EX e EXL, estas com novo acabamento escurecido e diamantado. Além disso, agora todos os Fit vêm de série com novas palhetas do limpador do para-brisa do tipo "flat blade", que são mais aerodinâmicas e contribuem para reduzir turbulências e consumo de combustível.

    Desde a versão DX, o Fit traz de série ar-condicionado, direção elétrica, vidros elétricos em todas as portas, volante com regulagens de altura e profundidade e vários porta-objetos distribuídos na cabine.

  • Honda Fit EXL 2018
  • Honda Fit EXL 2018
  • Na linha 2018, o Fit EX agora conta com o mesmo painel com iluminação azul da configuração EXL, além de repetidores de seta integrados aos retrovisores externos, volante de couro com comandos do som e do controle de velocidade de cruzeiro integrados, além de central com tela de cinco polegadas, Bluetooth e USB.

    NOVA VERSÃO

    Outra novidade do Fit 2018 é a chegada da versão Personal (R$ 68,7 mil). Ela foca pessoas com deficiência, que podem comprar carros abaixo de R$ 70 mil com isenção total de IPI e ICMS, mais outras vantagens tributárias. No entanto, conforme esclareceu Sergio Bessa, ela estará disponível, porém sem os descontos citados, para qualquer cliente que estiver interessado, como a versão de entrada do Fit com CVT. Vem com controle de velocidade de cruzeiro, sistema de modularidade dos bancos (que só não é oferecido na versão DX), repetidor de seta nos retrovisores e preparação para som, incluindo os alto-falantes. Pode ser equipada, opcionalmente, com câmera de ré, som com controle de áudio no volante, central com tela de 5” e rodas de liga leve de aro 15 em um pacote, cujo preço ainda não é informado pela Honda.

    CONCLUSÃO

    Embora o Fit não tenha mudado muito esteticamente falando, teve mexidas no que realmente importa. Com as novidades de entretenimento e segurança, resolveu a maior parte dos vacilos presentes até agora. Sem dúvida, continua como uma das principais opções do segmento para quem foca no conforto e espaço para a família.

    Por outro lado, prazer em dirigir e esportividade não são o forte do carro. Resta saber como será a disputa com novos players, como o recém lançado Fiat Argo e o Volkswagen Polo, que chega às concessionárias em novembro.

    Página Principal

    Mais lidas:

    Vendas julho

    Leiam mais

    Relação completa dos carros mais vendidos em julho de 2017...

    Toyota Corolla

    Outras notícias

    Com 5.553 emplacamentos em maio, seu melhor resultado no ano, o Toyota Corolla mais do que dobrou os números de seu maior rival

    SCOOTER-SH-150i-2017

    Cliquem leiam mais notícias

    Conheça o Scooter Honda SH 150i - Elegante do seu jeito.A partir de R$ 12.450.

    Honda Pop

    Leiam mais

    O modelo traz pouco em itens de série, mas compensa com agilidade, robustez e economia....