NOTÍCIAS

2018 Ano dos carros e motos Életicos e Híbridos

02 Notícias

Ainda existe 'muita gente contra' carro elétrico

A Nissan se prepara para lançar no Brasil o carro elétrico mais vendido do mundo, o Leaf. A data ainda é um mistério, mas a marca sabe que tem um desafio grande pela frente. "Ainda tem muita gente contra a questão da eletrificação, por vários motivos.

Os presidentes de montadoras, o executivo falou também em "eletrificar" o Kicks, SUV compacto que é o atual campeão de vendas da marca no Brasil.

Mas não há pressa. Silva afirmou que a marca quer encontrar "o momento certo" para lançar os elétricos no país. Mesmo que isso signifique não ser a pioneira entre as grandes."Não preciso ser o primeiro. Sei que várias montadoras têm trabalhado em projetos similares, com outras perspectivas . Mas hoje o carro elétrico mais vendido no mundo é o Leaf

2018 será "o ano da consolidação" da Nissan. Segundo ele, a montadora está buscando um SUV maior que o Kicks, deverá chegar à capacidade máxima para os 2 turnos atuais na fábrica de Resende (RJ) e já avalia se abrirá um terceiro.A Springfield está disponível em preto por R$ 91.990 e em cinza e vermelho por R$ 94.990.

Toyota e GM aceleram "projeto elétrico" após anúncio de imposto menor

Prius flex (híbrido) está mais perto das ruas e Bolt (elétrico) terá teste com frota Esperado há muito, o aceno oficial do governo para que modelos híbridos e elétricos possam ter um tratamento tributário mais justo no Brasil pode ser reduzidos dos atuais 25% (teto de cobranças) para 7% (o mesmo patamar de modelos 1.0). De toda forma, o novo patamar precisa ser validado pelo Planalto e não será implantado de forma automática, haverá um período de transição.

Miguel Fonseca, vice-presidente executivo da Toyota do Brasil, afirmou que a versão bicombustível do híbrido será um dos carros "mais limpos do planeta". "Acredito que a eletrificação do etanol é a solução para o futuro da mobiliddade.

GM em nova era Quem também pode acelerar seus planos é a General Motors, que completa 93 anos de atuação no Brasil na sexta-feira (26) e já testa o Bolt no país. Elétrico puro que impressiona ao acelerar, o Chevrolet Bolt também chama atenção pelo modo como pode ser dirigido no trânsito: praticamente sem usar o pedal de freio. Basta escolher regeneração máxima ao retirar o pé do acelerador. Quadro de instrumentos indica autonomia otimista (até 380 km).

  • Página Principal
  • Vitrine